quarta-feira, 16 de março de 2011

O MENESTREL

Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiantes, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.
E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importa, alunas pessoas simplesmente não se importam. E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode faze coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. É que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa ou nada, e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que os vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Descobre que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário para fazer, enfrentando as consequências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das pessoas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditassem nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julgas, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.
Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é fonte, e que pode ir muito mais longe depois de penar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valo e que você tem valor diante da vida.

William Shakespeare

terça-feira, 15 de março de 2011

O retorno








Olá pessoal!

Eu andei um pouco longe e ocupada (um ano pra ser exata), mas agora estou voltando e redefinindo o ano de 2011 para postagens sobre a Escola, eventos, reuniões, curiosidades, textos usados por nós e muitos etc... Começo agora com as fotos dos meses de janeiro, fevereiro e carnaval.

sábado, 13 de junho de 2009

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Mudei de escola! agora estou no Pelúsio, bem mais perto, mas morro de saudade do Cícera Germano. veja meus novos alunos:

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

LIXO

Esse problema tem solução?

Atividades humanas geram lixo. Esteja onde estiver, o ser humano produz resíduos: em casa, nas indústrias, nos estabelecimentos comerciais, nas escolas, nos hospitais ou no campo, cultivando alimentos ou criando animais.

Nos últimos séculos, o desenvolvimento de novas tecnologias e a adoção de um modelo econômico baseado na produção e no consumo em grande escala incrementaram a produção de lixo. Ao lado disso, as áreas disponíveis para deposição do lixo tornaram-se escassas e a sujeira acumulada tem aumentado a poluição do solo, das águas e do ar, além de piorar as condições de saúde das populações.


Haja vida longa!

Tempo necessário para a decomposição natural de alguns materiais

Papel - 3 meses, no mínimo
Madeira - 6 meses
Matéria orgânica - 2 a 12 meses
Cigarro - 1 a 2 anos
Chiclete - 5 anos
Latas de aço - 10 anos
Embalagem longa vida - mais de 100 anos
Plásticos - mais de 100 anos
Pneus - mais de 100 anos
Latas de alumínio - mais de 1.000 anos
Vidro - mais de 10.000 anos

Felizmente, existem soluções para dispor o lixo de maneira mais adequada, porém essas soluções dependem do engajamento das pessoas e de políticas públicas que garantam o correto destino e tratamento do lixo. Veja alguns destinos e tratamentos possíveis para o lixo:

Aterro sanitário
Usina de compostagem
Reciclagem e reutilização
Incineração

Aterro sanitário

Aterros sanitários são grandes terrenos onde o lixo é depositado de modo adequado, procurando-se minimizar ao máximo os problemas ambientais e de saúde pública decorrentes dessa armazenagem. São feitos sobre terreno impermeabilizado para evitar infiltração de materiais tóxicos no solo e lençóis freáticos. As camadas de lixo depositadas são cobertas com terra e outros materiais inertes, evitando mau cheiro, presença de moscas e outros animais.

Usina de compostagem

Esse pode ser o destino de grandes quantidades de lixo domiciliar. A compostagem é um processo de decomposição biológica da matéria orgânica presente no lixo, por meio da ação de microorganismos existentes nos resíduos, em condições adequadas de aeração (processo de renovação do ar de um ambiente; ventilação), umidade e temperatura. O resultado desse processo é o composto orgânico. Uma tonelada (1.000 Kg) de lixo doméstico rende cerca de 500 Kg de composto orgânico.

Reciclagem e reutilização

A superprodução de lixo e o descarte prematuro de materiais que ainda cumprem a sua finalidade ou que são passíveis de reutilização ou reciclagem podem refletir uma atitude marcada pelo desperdício.

Incineração

Este é o destino mais adequado para o lixo hospitalar, já que o grau de contaminação desse tipo de resíduo é bastante grande.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

O que faz você feliz?

“O que faz você feliz?
A lua, a praia, o mar.
Uma rua, passear.
Um doce, uma dança.
Um beijo
ou goiabada com queijo?

Afinal, o que faz você feliz?
Chocolate, paixão
Dormir cedo, acordar tarde
Arroz com feijão, matar a saudade
O aumento, a casa, o carro que você sempre quis
Ou são os sonhos que te fazem feliz.
Dormir na rede, matar a sede
Ler ou viver um romance

O que faz você feliz?
Um lápis, uma letra, uma conversa boa
Um cafuné, café com leite, rir a toa
Um pássaro, um parque, um chafariz
Ou será o choro que te faz feliz?
A pausa para pensar
Sentir o vento
Esquecer o tempo
O céu
O sol
Um som
A pessoa
Um lugar.

Agora me diz o que faz você feliz!”